Skip to content

Não diga "eu te amo".

29/10/2008
Quantas vezes ouvimos “eu amo você” de pessoas que acabamos de conhecer? Virou rotina, moda, ou essa frase agora é sinônimo de “olá, como vai?” e ninguém me avisou?
Fico perplexa quando ouço essas três palavrinhas saltarem assim do nada da boca de “estranhos”. Mal conhecemos um alguém, nos vimos uma, duas ou três vezes, trocamos umas dez palavras e já temos que ouvir: “já amo você, pode confiar em mim e conte comigo para o que precisar“. Ai que fofo. Fofo? NÃO! Vocês que me desculpem, mas são poucos os que eu amo. Sim, são poucos, pouquíssimos. Os que confio então são menos ainda, conto nos dedos de uma única mão. Sou chata? Sou fria? Pode ser, mas diria que sou autêntica.
Não vamos utilizar banalmente essa palavra tão forte que é o AMOR. Amar é diferente de gostar, admirar e simplesmente achar legal; e confiança é muito difícil de se conquistar.
Por isso, mocinhas e mocinhos, não desperdicem palavras ao vento. Sejamos sinceros e tenhamos bom senso para não apelar para o sentimentalismo barato e falso, claro!
Fica aqui meu desabafo. Beijo a todos e não se esqueçam que eu não amo vocês!
No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: