Skip to content

E se cada momento da vida viesse com uma segunda chance?

27/01/2014

Ontem eu assisti a um filme que me fez refletir e reforçar a minha concepção de tempo e tudo o que acontece nas nossas vidas.

21053062_20131025204305591“Questão de Tempo” (‘About Time’, em inglês) conta a história de Tim (Domhnall Gleeson), que ao completar 21 anos recebe de seu pai (Bill Nighy) a ‘bizarra’ notícia de que pertence a uma família na qual os homens são viajantes no tempo.

O super poder que Tim tem o permite voltar em momentos de sua vida, ajudo-o mudar situações que não eram tão favoráveis a ele. E, com esse poder em mãos, Tim conquista Mary (Rachel McAdams), casando-se com ela e vivendo uma verdadeira história de amor.

Mas, apesar de ter boas pitadas de romance, acho que a mensagem principal do filme é justamente o valor que damos às coisas. Se você tivesse esse poder de voltar no tempo, mudaria algo em sua vida?

Eu refleti muito sobre isso e, como já pensava antes, eu respondo que não. Não mudaria absolutamente N-A-D-A.

Acho que o meu presente não seria o mesmo se eu mudasse alguma coisa no passado. Os erros, as decepções, os acertos, vitórias, risadas, pessoas que conheci.. enfim, tudo teve um sentido para acontecer e fazer parte da minha história, e contribuíram para o meu hoje e vão contribuir também para o meu amanhã.

No filme, Tim, toma consciência disso ao receber de seu pai um pedido que o levaria a usar o dom que tem da melhor maneira possível: reviver, exatamente da mesma maneira, os momentos que mais marcaram a sua vida . Fazendo isso, ele enxergaria ver e a verdadeira graça no mundo que a tensão e a correria do dia a dia nos impedem de ver.

Quanto a essa possibilidade, eu não pensaria duas vezes. Gostaria sim de viver 1, 2 ou até 20 vezes alguns episódios da minha história. Momentos bons, marcantes, necessários e inesquecíveis. Poderia ver pessoas que gostava e já não estão presentes. Poderia sentir o friozinho na barriga que o novo e o êxtase proporcionam como se fosse a primeira vez.

No entanto, como não temos essa possibilidade, por que não viver e aproveitar o dia como se fosse o último? É clichê, eu sei, mas essa é a essência da vida. O tempo passa muito rápido e o hoje, amanhã, já é ontem. Como Tim diz em duas passagens marcantes do longa “Não volto mais no tempo. Tento viver cada dia como se tivesse voltado para este dia para curti-lo como se fosse o dia final da minha extraordinária e simples vida” e “Todos nós viajamos juntos pelo tempo todos os dias das nossas vidas. Só podemos fazer o nosso melhor para aproveitar este passeio surpreendente”.

Indico assistir o filme, que é lindo, me emocionou do começo ao fim e, sem dúvidas, vai te fazer repensar no tic tac da vida. Deixo aqui o trailer:

No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: