Skip to content

Não crie expectativas!

24/11/2014

Uma promoção. Um beijo. Um telefonema. Uma viagem. Desejos. Planos. Sonhos. Tudo isso compõe a vida de qualquer pessoa e não há no mundo quem não goste de conquistá-las.

No entanto, seria tudo perfeito se não fosse por uma única coisinha que nos deixa ansiosos, nos faz perder o sono, a paz e com uma vontade incontrolável de apressar os ponteiros do relógio antes da hora: a maldita expectativa.

Essa mania de querer atropelar a ordem natural dos acontecimentos nos causa um certo sofrimento desnecessário. Até porque, vamos confessar, sentir aquele friozinho na barriga durante a espera daquele telefonema que pode decidir seu futuro é indescritível e inexplicavelmente bom. E, não tem choro, o que adianta se afligir antes da hora se, no fundo, todo mundo sabe que as coisas acontecem quando têm que acontecer?!

Outro empecilho que poderíamos evitar se não esperássemos tanto do fluxo dos acontecimentos e, principalmente, das pessoas é a maldita decepção. Muitas vezes decepcionamos pessoas, inclusive nós mesmos, por criar expectativas demais. E isso não é saudável e só gera frustração.

Confesso que sou uma pessoa super ansiosa. Quando quero algo e coloco alguma coisa na cabeça, eu penso praticamente 24 horas naquilo e não sossego até conseguir conquistar. Confesso também que essa minha ansiedade já me fez quebrar a cara, já me decepcionou e hoje, graças a uma dose de maturidade também, me lembra a cada instante que ela precisa ser comedida.

Depois de tantas unhas roídas, hoje consigo controlá-la. E essa, nada fácil, tarefa, que tento aperfeiçoar diariamente, só me trouxe coisas boas: menos expectativas, que resultam em menos frustrações e, melhor, que possibilitam mais aproveitamento de curtir o momento como ele deve ser curtido, sem pular de fases, etapas e tudo isso com mais serenidade. É prec101119954105493251_4MummWS3_ciso sim ‘keep calm’ e ‘carpe diem’.

Além do mais, quando não criamos expectativas ficamos mais abertos e nosso campo de visão consegue enxergar além, pois quando ficamos bitolados na ‘espera’ de algo que pode nem vir a se concretizar, inconscientemente deixamos passar muitas portas, janelas, oportunidades, olhares, sorrisos e, pessoas, que podem sim nos surpreender.

Por isso, um dos meus lemas de vida hoje é tentar, ao máximo, não criar expectativas e, mais que me permitir ser surpreendida, sei que a vida por si só se encarrega, incrivelmente e magicamente, de nos surpreender.

Antes da hora não era a hora. Depois da hora já não é mais a hora. Na hora, é a hora.

 

 

 

One Comment leave one →
  1. Davi permalink
    05/03/2015 20:33

    Gosto de seus textos Aline…escreve com muita sensibilidade. Parabéns.
    Penso da mesma forma, em relação à expectativas.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: