Skip to content

Temos nosso próprio tempo?

27/03/2015

A gente sempre ouve o clichê de que temos que viver o dia como se fosse o último, sempre pregando e propagando aquilo que nos faz bem e faz bem a todos à nossa volta.13251_520916371290583_661777984_n

No entanto, nunca seguimos à risca até nos depararmos com situações que a vida se encarrega por si só, por vezes não muito agradáveis, em mostrar que ela é muito curta para joguinhos e não fazer aquilo que o coração manda por julgamentos alheios, dúvidas, medo ou por orgulho bobo é tolice.

Por isso, se eu pudesse dar um conselho a alguém hoje eu diria: tem vontade de falar com alguém que não fala há tempo? Fale e fale já! Morre de vontade de dar um abraço naquele amigo que você se desentendeu? Dê, mas dê hoje! Quer pedir desculpas? Peça, mas peça já! Quer arriscar e realizar aquele sonho que todo mundo fala que é idiota? Realize, mas realize já! Tem vontade de dizer eu te amo, mas tem vergonha de receber um “desculpa, mas eu não!”, fale mesmo assim, e fale já!

É preciso viver como se não houvesse amanhã, porque se pararmos pra pensar, na verdade não há.

No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: