Skip to content

Todo mundo tem sua hora e vez!

24/08/2015

Que na vida nada é perfeito, todo mundo sabe. Mas que tem momentos que parece que o cara lá de cima resolve descarregar todas as malevolências do mundo de uma vez, ah, meus caros, isso ninguém também duvida.

Tipo aqueles dias que você sai de casa e todos os faróis resolvem fechar como se fossem seus inimigos e que não querem te ver passar. Ou, pior, quando você esqueceu-se de recarregar o bilhete único e o dito cujo resolve te deixar na mão justamente naquele dia em que sua carteira não há nada além que fotinhos 3X4.

Ou quando, numa terça-feira qualquer, parece que o mundo se voltou contra você e te enche de indagações. Sem contar naquelas fases péssimas que todos seus amigos resolvem aparecer namorando/casando/se apaixonando, demonstrando amor até para os carinhas chatos do Greenpeace que param todo mundo na rua, e você aí, mais carente que chocolate avulso de caixa de bombom.

Sem contar as inúmeras expectativas e anseios, normais a qualquer mortal, que te frustram todo dia, e os objetivos que insistem em demorar ser atingidos, não é mesmo?

‘Por que eu? Por que não consigo o meu merecido e suado reconhecimento profissional? Porque não acho a metade da minha panela? Por que logo eu que tive toda a bolsa furtada?’ Aposto que você se pergunta isso ou já se perguntou um ou dois dias esse ano, não é?

123f50ffd19457b46afe7169bb498c70Mas, calma, meu (minha) amigo (a). A vida é assim mesmo. Cheia de altos e baixos, com estradas, por vezes, esburacadas que estão ali justamente para testar sua paciência e sua capacidade de ser persistente e de abstrair, para poder dar um olé nas dificuldades, sabendo que, no final, tudo dá certo.

Nada, mas nada mesmo, no mundo é perfeito. As coisas, às vezes, dão errado para que, quando tudo de bom chegar, saibamos, ainda mais, dar o devido valor. Até porque, o que seria do doce se não houvesse o amargo da vida, não é?

Assim como até o Augusto Matraga, personagem do Guimarães Rosa em Sagarana, teve sua tão sonhada Hora e Vez, você terá a sua. E, lembre-se, antes de reclamar e jogar toda a culpa no coitado do Murphy, saiba abrir os olhos e reconhecer as coisas boas acontecendo aí na sua frente, mesmo que pequenas. Elas ficam bem tristonhas por seus olhos insistirem em focar apenas no cinza da vida.murphy

Se o farol fechou, em segundos ele vai abrir. Se a estrada só tem buracos, saiba que uma hora ela vai acabar. Se sua metade não chegou, aprenda a ser completo (a) primeiro para você mesmo (a). Se não está feliz com sua vida, saiba que tem gente que  agradece, a cada novo amanhecer em uma cama de hospital, por mais um dia. Se não gosta do seu trabalho, saiba que, principalmente na realidade econômica de hoje, muitos dos seus amigos gostariam de estar empregados. Se a hora não chegou, é porque ainda não é a hora. Calma, pode ter certeza que ela chega. Há de chegar!

“Todo caminho da gente é resvaloso.
Mas também, cair não prejudica demais – a gente levanta, a gente sobe, a gente volta!…
O correr da vida embrulha tudo, a vida é assim: esquenta e esfria, aperta e daí afrouxa, sossega e depois desinquieta.
O que ela quer da gente é coragem”.

Guimarães Rosa    

No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: